Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/1765
Título: Sintomatologia associada ao trauma após a técnica da escrita terapêutica: Um estudo exploratório com bombeiros portugueses
Autor: Marcelino, Dália Silva
Figueiras, Maria João
Palavras-chave: Escrita terapêutica
Trauma
Bombeiros
Expressive writing
Trauma
Firefighters
Data: 2012
Editora: PsychOpen
Citação: Psychology of Sexualities Review, 1 (1), 95-107
Resumo: Objetivo: Investigar se existem diferenças na sintomatologia dos bombeiros antes e após uma técnica para promover a expressão emocional sobre incidentes críticos vivenciados durante a atividade profissional. Método: Trata-se de um estudo longitudinal com 3 momentos de avaliação (M1, M2 e M3) onde foi utilizada a técnica de escrita terapêutica como intervenção entre o 2º e o 3º momento, no qual participaram 44 bombeiros. Em ambos os momentos os participantes preencheram medidas sobre a perturbação pós-stress traumático (PPST), dissociação peritraumática, queixas de saúde, saúde mental e variáveis sociodemográficas. Resultados: Todos os bombeiros já tinham experienciado incidentes críticos no trabalho. Do M1 para o M2 verificou-se apenas um aumento significativo das queixas de saúde. Após a técnica da escrita terapêutica, verificou-se um decréscimo significativo da perceção da exposição ao trauma, um decréscimo da presença de sintomas de PPST, uma diminuição da dissociação e uma diminuição das queixas pseudoneurológicas. No geral, há uma tendência para o decréscimo ao longo do tempo de todos os sintomas negativos e uma melhoria no bem-estar psicológico. Conclusões: Este estudo apresenta uma contribuição sobre a promoção da expressão emocional através da escrita sobre eventuais incidentes críticos, no sentido de minimizar os riscos de desenvolvimento de perturbações psicológicas associadas. ------ ABTSRACT ------ Objective: To assess whether there are differences in symptoms before and after an intervention to promote the emotional expression about critical incidents experienced during the fire-fighters work. Method: This was a longitudinal study with three assessment moments (M1, M2 and M3) being the expressive writing technique used between the 2nd and 3rd assessment. At assessment moments the 44 participants completed a questionnaire, with measures of post-traumatic stress disorder (PTSD), peritraumatic dissociation, health complaints, mental health and socio-demographic variables. Results: All 44 fire-fighters had experienced critical incidents at work. From M1 to M2 there was only a significant increase in health complaints. After the expressive writing, there was a significant decrease of the perception of trauma reported by the fire-fighters, a decrease in reported symptoms of PTSD and dissociation symptoms, and in pseudoneurological complaints. In general, there was a tendency for all the negative symptoms to decrease over time and for an improvement in psychological well-being. Conclusions: This study presents a contribution for the promotion of emotional expression, through the use of the expressive writing technique, in order to minimize the risk of developing psychological disorders associated with critical incidents.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/1765
ISSN: 2182-438x
Aparece nas colecções:PSAU - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PCH 2012 1 (1) 95-107.pdf193,29 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.