Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/1740
Título: Ética e sida pediátrica
Autor: Duarte, Leonor
Pires, António Augusto Pazo
Palavras-chave: SIDA
VIH
Ética pediátrica
AIDS
HIV
Pediatric ethics
Data: 1999
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Citação: Análise Psicológica, 17 (3), 565-568
Resumo: Os autores discutem quatro aspectos correntes no contexto da SIDA pediátrica. Primeiro, o trabalho específico com famílias em que um dos membros é seropositivo coloca por vezes limitações importantes ao exercício competente da profissão e obriga em todos os casos o psicólogo a rever posições e a pôr-se em causa. Segundo, defender a confidencialidade no caso específico dos infectados pelo VIH exige uma aplicação deste princípio em sentido estrito na medida em que existe um risco efectivo de segregação, exclusão ou rejeição. Terceiro, existem dificuldades na revelação (ou não revelação) à própria criança e aos irmãos em face de um diagnóstico fatal, estigma, risco de quebra de confidencialidade, de quebra de confiança nos que dela tratam e responsabilização das crianças na manutenção do segredo. Quarto, o psicólogo pode ajudar a equipa a reflectir os aspectos éticos da tomada de decisões quer sobre problemas de natureza sócio- -emocional quer a respeito de alguns aspectos do tratamento; ajudar a criar uma capacidade de auto-reflexão e a lidar com os sentimentos de impotência e incompetência. ------ ABSTRACT ------- The authors discuss four current aspects in the context of pediatric HIV/AIDS. First, working with families with HIV/AIDS brings some important limits to the professional competence and the psychologist has to rethink his perspectives. Second, defending confidentiality requires a use of this principle in a strict sense because of the risk of segregation, exclusion and rejection. Third, difficulties will show up when deciding to reveal (or not to reveal) the situation to affected children and siblings in face of a fatal diagnostic, stigma, risk of break of confidentiality, and break of trust in adults, and making children responsible for keeping secret. Fourth, the psychologist may help the team to reflect on the ethical aspects of decisions about treatment, and dealing with feelings of incompetence and impotence.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/1740
ISSN: 0870-8231
Aparece nas colecções:PSAU - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AP 1999 17(3) 565-568.pdf18,27 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.