Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/1661
Título: Leitura a par: Efeitos de um programa tutorial no desempenho em leitura, motivação autoconceito e auto-estima de alunos do 2º e 4º anos de escolaridade
Autor: Monteiro, Vera
Orientador: César, Margarida
Palavras-chave: Psicologia educacional
Auto-estima
Autoconceito
Leitura
Aprendizagem
Idade escolar
Tutoria
Programa
Motivação
Instrumentos
Educational psychology
Self-esteem
Self-concept
Reading
Learning
School-age-childwood
Tutoring
Program
Motivation
Instruments
Data de Defesa: 2003
Editora: Universidade de Psicologia
Resumo: Esta investigação teve como primeiro objectivo construir e implementar um programa de intervenção na área da leitura, que potencializasse o desenvolvimento das competências em leitura e promovesse a motivação e o autoconceito e auto-estima das crianças que nele participassem. As investigações sobre programas tutoriais na área da leitura indicam que este tipo de programas de interacção assimétrica, em que um sujeito mais competente ajuda um colega menos competente, pode ter efeitos positivos no desempenho académico, na motivação para a leitura e na percepção de competência de ambos os elementos da díade (Clay, 1993, 1994; Morrow, 1992; Topping; 1994, 1995; Topping & Whiteley, 1988). Deste modo, desenvolvemos um Programa de Leitura a Par, utilizando o método tutorial e avaliámos o seu efeito no desempenho na leitura, na motivação para a leitura, na percepção de competência e auto-estima de crianças dos 2o e 4o anos de escolaridade. Um objectivo adicional foi o de analisar as atitudes dos tutores e dos tutorandos relativamente ao Programa e à relação que estabeleceram com o seu par. O Programa de leitura a Par teve a duração de cerca de dois meses com 3 sessões de leitura semanais. As 160 crianças, envolvidas no estudo, frequentavam: algumas o 2o ano de escolaridade (80) e outras o 4o ano de escolaridade (80). Estas crianças foram identificadas pelos seus professores em função das grandes dificuldades que tinham na leitura. Em cada ano de escolaridade seleccionámos, aleatoriamente, 40 para o grupo experimental e 40 para o grupo de controlo. Obtivemos, desta forma, um total de 40 díades, cada uma formada por um tutor do 4o ano de escolaridade e por um tutorando do 2o ano. Todas as crianças foram avaliadas individualmente duas vezes, antes e após a implementação do Programa. Foi utilizado um teste de avaliação do desempenho em leitura (Monteiro, 2000a), uma escala de avaliação do autoconceito e da auto-estima (2o ano- Escala Pictórica da Percepção de Competência e Aceitação Social para Crianças de Harter & Pike, 1983, em fase de adaptação para a população portuguesa por Mata et al., 1998; 4o ano -"Como é que eu sou" Escala de autoconceito para crianças, de Harter, 1985, adaptada para a população portuguesa por Alves-Martins et al., 1995), um questionário de avaliação da motivação para a leitura, "Eu e a Leitura" de Monteiro e Mata (2001) e, ainda, um questionário que avaliou as atitudes das crianças em relação ao Programa e à sua relação com o par. Os resultados obtidos demonstraram que o Programa de Leitura a Par teve um efeito positivo no desempenho na leitura das crianças dos 2o e 4o anos de escolaridade, nas dimensões da correcção e compreensão, não se tendo verificado diferenças significativas, em termos estatísticos, entre os dois grupos em estudo, na dimensão fluência da leitura. O mesmo Programa elevou os níveis de motivação para a leitura das crianças que nele participaram, nomeadamente nas dimensões do prazer e autoconceito de leitor (2o e 4o ano de escolaridade) e reconhecimento social (apenas no 2o ano de escolaridade), apresentaram progressos significativamente superiores aos dos seus colegas do grupo de controlo. Quanto à percepção de competência, o Programa teve um efeito positivo em todas as dimensões do autoconceito, das crianças dos 2o e 4o anos de escolaridade e na auto-estima dos alunos mais velhos. Para todas as dimensões os ganhos dos tutores e tutorandos foram, sempre, estatisticamente superiores aos dos alunos do grupo de controlo. Os dados recolhidos através do questionário sobre as atitudes dos tutores e tutorandos, relativamente ao Programa, são muito ricos em termos de informação, constatando-se uma consistência entre as respostas dos tutores e dos tutorandos. Em geral, verificou-se uma atitude claramente favorável em relação ao Programa, valorizando os alunos, de forma muito positiva, tanto o facto de terem trabalhado em interacção com um colega, como o de terem podido escolher os materiais para a leitura. Os resultados desta investigação permitem-nos afirmar que o Programa de Leitura a Par que implementámos teve um impacto positivo no desempenho em leitura, na motivação para a leitura, no autoconceito e auto-estima e nas atitudes das crianças relativamente ao mesmo e à qualidade da relação com o seu par. ------ ABSTRACT ------ The primary goal of this research project was to construct and put into practice a reading intervention programme that would enhance and facilitate the development of reading skills and promote the motivation and the self-concept and self-esteem of the children who took part in it. The research on tutor programmes in the reading field indicates that this type of asymmetric interaction programme, in which a more competent subject helps a less competent one, can have positive effects on the academic performance, motivation to read and perception of competence of both members of the dyad (Clay, 1993, 1994; Morrow, 1992; Topping; 1994,1995; Topping & Whiteley, 1988). We thus developed a Paired Reading Programme that uses the tutorial method and assessed its effect on the reading performance, motivation to read, perception of competence and self-esteem of children in the 2nd and 4th grades. An additional aim was to analyse the tutors and tutees' attitudes towards the programme and the relationship each established with his/her pair. The Paired Reading Programme lasted for around two months and entailed 3 reading sessions a week. The 160 children who were involved in the study were in the 2Dd (80) and 4fe (80) grades. Their teachers had identified them as the students with the highest reading difficulties. In each grade we randomly selected 40 children for the experimental group and 40 for the control group. In the experimental group we thus had a total of 40 dyads, each made up of a 4th grade tutor and a 2aã grade tutee. Each child was individually assessed twice - before and after the programme. We used a reading performance evaluation test (Monteiro, 2000a), a self-concept and self-esteem assessment scale (2nd grade - Harter & Pike's Pictorial Scale of Perceived Competence and Social Acceptance for Children, 1983, which was in the process of being adapted for the Portuguese population by Mata et ai., 1998; 4th grade - Harter's Self-Perception Profile for Children, 1985, as adapted for the Portuguese population by Alves-Martins et al, 1995), a reading motivation assessment questionnaire, "Eu e a Leitura" ("Me and Reading") by Monteiro and Mata (2001), and a questionnaire designed to evaluate the children's attitudes towards the programme and their relationship with their peers. The results showed that the Paired Reading Programme had a positive effect on the accuracy and understanding aspects of the reading performance of 2nd and 4th grade children. However, there were no significant differences between the two study groups when it carne to reading fluency. The programme increased the motivation levels of the children in the experimental group, particularly in terms of the pleasure they took in reading and their self-concept as readers (2nd and 4th grades), and their social recognition (2nd grade only), all of which displayed significantly greater progress than those achieved by their fellows in the control group. When it carne to perception of competence, the programme had a positive effect on every aspect of the self-concept of both the 2nd and the 4* grade children, as well as on the self-esteem of the older ones. In every aspect both the tutors and the tutees in the experimental group made statistically higher gains than the students in the control group. The data gathered from the questionnaire on the tutors and tutees' attitudes towards the programme were very rich in information, and the responses given by tutors and tutees were consistent with one another. In general there was a clearly favorable attitude towards the programme and the respondents attached a very positive value to the fact that they had been working in interaction with another child. Now that the research project is finished, the results enable us to say that the Paired/Peer Reading Programme we used had a positive impact on reading performance, motivation to read, self-concept and self-esteem and the children's attitudes towards both the programme itself and the quality of their relationship with their pairs.
Descrição: tese de Doutoramento em Educação, especialidade em Psicologiqa da Educação, apresentada à Universidade de Lisboa, Departamento de Educação da Universidade de Ciências
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/1661
Aparece nas colecções:PEDU - Tese de doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TES MONT V1.pdf205,73 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.