Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/1653
Título: Characteristics of communicative interactions between children with multiple disabilities and their non-trained teachers: Effects of an intervention process
Autor: Oliveira, Isabel Maria Rodrigues do Amaral
Palavras-chave: Professores
Deficiência multipla
Instrumentos
Comunicação
Aprendizagem
Educação especial
Thesis
Teachers
Multiple disabilities
Communication
Learning
Special education
Data de Defesa: 2002
Editora: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, Universidade do Porto
Resumo: Children with multiple disabilities often do not use speech to communicate. Communication with such learners requires the use of non-linguistic modes of communication that are not always mastered by teachers and other adults in school. This study intended to describe the communicative characteristics of interactions between two multiple disabled non-speaking children and their teachers. Characteristics of interaction of two teacher/ child dyads as well as an intervention process designed to respond to teachers' communicative needs are described through the use of qualitative and quantitative methods. Results indicate that teachers miss opportunities for communication with learners with multiple disabilities and that an intervention procedure that decreases the number of behaviors that are not responded to by teachers does not substantially change interactions. Issues emerged from data analyses that need to be attended to when interacting with learners who do not use speech to communicate. A discussion of such issues is included in the discussion of results. Results of data analysis support the development of suggestions for practice aimed at helping teachers with no training in special education plan their communication intervention with learners with multiple disabilities. ------ RESUMO ------- As crianças com multideficiência frequentemente não usam a fala como modo de comunicação. A comunicação com estas crianças requer a utilização de meios não linguísticos de comunicação que nem sempre são do conhecimento dos professores nem de outros adultos na escola. Este estudo tem como objectivo descrever as características da comunicação entre duas crianças com multideficiência e as educadoras que com elas trabalham. Através de metodologias qualitativas e quantitativas são descritas as características das interacções entre duas díades criança/educadora, bem como um processo de intervenção destinado a responder às necessidades comunicativas expressas peias educadoras. Os resultados indicam que as educadoras perdem oportunidades de comunicação e que uma intervenção centrada na redução do número de comportamentos não respondidos pela educadora não altera substancialmente as interacções. A análise de dados permitiu a identificação de aspectos que necessitam de ser tidos em consideração nas interacções com alunos com multideficiência que não usam a fala para comunicar. Estes aspectos são discutidos no capítulo de discussão de resultados. Os resultados da análise de dados servem de base ao desenvolvimento de sugestões para a prática destinadas a auxiliar professores/ educadores não especializados no planeamento da sua intervenção a nível da comunicação com crianças multideficientes.
Descrição: Tese de Doutoramento apresentada à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, Universidade do Porto
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/1653
Aparece nas colecções:PEDU - Tese de doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TES OLIV I1.pdf103,81 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.