Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/1630
Título: Torneios (ir)reais violentos em jogos electrónicos: Efeitos psicológicos e sociais
Autor: Ferreira, Patrícia Paula Lourenço e Arriaga
Orientador: Monteiro, Maria Benedicta
Palavras-chave: Jogos electrónicos
Violência
Psicologia social
Instrumentos
Agressividade
Estados emocionais
Computer games
Violence
Social psychology
Instruments
Agressiveness
Emotional states
Attitudes
Data de Defesa: 2006
Editora: Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa
Resumo: Até à data, a investigação tem realçado de modo consistente que a exposição à violência transmitida através dos media produz efeitos nefastos nos espectadores. Um tipo de entretenimento interactivo mais recente - os jogos electrónicos violentos - tem suscitado idêntica preocupação mercê da grande popularidade de que goza entre os jovens. Um número crescente de estudos tem vindo a revelar uma associação entre jogar jogos violentos e a agressão interpessoal. Porém, existem poucos estudos que visem compreender os mecanismos psicológicos subjacentes a este efeito ou averiguar as condições em que este efeito é susceptível de ocorrer. Com base no Modelo Geral da Agressão, foram realizados quatro estudos experimentais, maioritariamente com estudantes universitários, para examinar os efeitos de jogar jogos violentos em variáveis psicológicas e comportamentais subsequentes. No geral, os dois primeiros estudos mostraram que os participantes que jogaram jogos violentos, comparados com os participantes em condições de jogo não-violento, apresentam um estado afectivo hostil de maior magnitude e um maior comportamento agressivo interpessoal. A análise de mediação indicou que a intensificação do estado afectivo hostil após o jogo violento contribui para explicar o comportamento agressivo. Não se verificaram efeitos moderadores da agressividade e do sexo dos participantes. O terceiro estudo sugeriu que jogar um jogo violento também conduz a uma dessensibilização emocional à violência, embora apenas para jogadores habituais deste tipo de jogos. O quarto estudo evidenciou ainda que jogar um jogo violento pode conduzir a comportamentos agressivos através do efeito mediador da dessensibilização emocional à violência, moderada pela exposição repetida a jogos violentos. ------ ABSTRACT ------ Research so far has produced consistent evidence about the harmful effects of exposure to media violence on viewers. Recently, a new type of interactive entertainment - violent electronic games - has begun to evoke identical concerns as it became highly popular among the youth. A growing body of research is linking violent game playing to aggressive behaviour. However, only a few studies have been specifically designed to understand the psychological mechanisms underlying this effect or to address the conditions under which this effect may occur. Within the framework of the General Aggression Model, four experimental studies were conducted mostly with undergraduate students to assess the effects of playing violent computer games on later psychological and behavioural variables. The first two studies have shown that, on the whole, participants who played violent games, compared to those in non-violent game conditions, exhibited a higher hostile affect and a more aggressive interpersonal behaviour. The mediation analysis indicated that an increase in the hostile effect after playing the violent game accounted for that aggressive behaviour. No evidence was found of moderating effects such as participants' aggressiveness and gender, on that relationship. The third study suggests that playing a violent computer game also leads to an emotional desensitization to violence, although this effect is present only in usual players of these types of games. The fourth study shows evidence that through the mediation effect of emotional desensitization to violence, moderated by repeated exposure to violent games, playing a violent game can lead to aggressive interpersonal behaviours.
Descrição: Tese de Doutoramento em Psicologia Social e Organizacional, especialidade de Psicologia Social, apresentada ao Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/1630
Aparece nas colecções:PSOC - Tese de doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TES FERR 1.pdf157,29 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.