Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/1611
Título: O "pensamento vivo" centro de recursos psicopedagógicos: Estudo-piloto de intervenção e monitorização de saúde mental em meio escolar
Autor: Marta, Francisco
Moita, Miguel
Torres, Nuno
Palavras-chave: Inclusão
Abandono escolar
Saúde mental
Adolescência
Medida PIEF
Dificuldades de aprendizagem
Data: 2012
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Citação: In L. Mata, F. Peixoto, J. Morgado, J. C. Silva & V. Monteiro (Eds.), Actas do 12.º Colóquio Internacional de Psicologia e Educação: Educação, aprendizagem e desenvolvimento: Olhares contemporâneos através da investigação e da prática (pp. 1212-1226). Lisboa: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: O Pensamento Vivo – Centro de Recursos Psicopedagógicos é uma iniciativa do Programa para a Inclusão e Cidadania (PIEC), Região Lisboa e Vale do Tejo tendo como alvo os estudantes da medida PIEF- Programa Integrado de Edução Formação, constituída maioritariamente por jovens com dificuldades de aprendizagem, problemas emocionais, comportamentais e adversidade social. Estes jovens e suas famílias apresentam desafios pedagógicos e relacionais particulares para os técnicos educativos, determinados por vivências traumáticas de negligência, maus-tratos e exclusão socio-educacional, recorrentes nos vários contextos pessoais e educativos e conducentes ao abandono escolar. Este trabalho apresenta: 1) a intervenção Psicopedagógica “Pensamento-Vivo”; 2) resultados do estudo-piloto de monitorização da psicopatologia dos jovens 1. A intervenção “Pensamento-vivo” foi concebida em apoio à medida PIEF, implementando um conjunto de respostas para as dificuldades emocionais, comportamentais, sociais, e de aprendizagem, tendo como principais objetivos:. Promoção da saúde mental dos jovens e suas famílias e da retoma normativa dos processos desenvolvimentais;. Promoção de contextos de formação e co-formação dos técnicos educativos, sobre fatores de risco e de proteção presentes em meio escolar, com foco particular nos aspectos afectivos e relacionais envolvidos nos processos de exclusão/inclusão.2.No estudo-piloto de monitorização participaram 33 técnicos educativos que avaliaram 21 jovens. Foram utilizados os questionários TRF (preenchidos independentemente por dois técnicos educativos para cada jovem). A taxa de resposta foi de 86%, e a Média de concordância através de correlações ICC=.68 (DP=.17). Foram identificados níveis clínicos de psicopatologia com indicação para intervenção em saúde mental em 98% das avaliações.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/1611
ISBN: 978-989-8384-15-7
Aparece nas colecções:UIPCDE - Actas de reuniões cientificas
PEDU - Actas de reuniões cientificas

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CIPE 2012 1212-1226.pdf387,87 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.