Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/1267
Título: Representações sociais do suicídio em estudantes do ensino secundário
Autor: Sampaio, Daniel
Oliveira, Abílio
Vinagre, Maria da Graça
Pereira, Maria Gouveia
Santos, Nazaré
Ordaz, Olga
Palavras-chave: Suicídio
Representações sociais
Adolescentes
Suicide
Social representations
Adolescents
Data: 2000
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Citação: Análise Psicológica, 18 (2), 139-155
Resumo: Dada a importância que os comportamentos suicidários assumem nos adolescentes, torna-se pertinente a análise dos sentidos associados ao suicídio no campo particular da sua construção social. Várias investigações evidenciam que, o modo como as pessoas constróem explicações para os acontecimentos, não só se baseia nas crenças e experiências dos seus grupos de pertença, como determina comportamentos. Neste primeiro artigo, integrado numa investigação mais ampla sobre as representações sociais do suicídio em adolescentes, analisa-se o tipo de explicações que os jovens dão para este fenómeno, em função do sexo, idade, ano de escolaridade, região e ideação suicida. Participaram no estudo 822 adolescentes, entre os 15 e os 23 anos, estudantes dos 10.º, 11.º e 12.º anos de escolas secundárias de Évora, Guimarães, Lisboa e Santarém. Os resultados sugerem que estamos perante uma representação hegemónica das explicações do suicídio. Esta varia com o sexo, a idade e o ano de escolaridade, assim como com a região onde os jovens estudam e, também, com o facto de terem tido ou não ideação suicida. Tendo em conta a necessidade de responder adequadamente a tal diversidade, estes resultados assumem particular relevância no planeamento de estratégias preventivas. ------ ABSTRACT ------ Given the importance of suicidal behavior in adolescents are concerned, the analysis of the meanings associated with suicide in the specific area of their social construction becomes a pertinent task. Various research projects underline the fact that the way people construct explanations for events is not merely based on beliefs and experiences of their origin groups, it also shapes behavior. In this first article, integrated in a wider research on adolescent social representations of suicide, the type of explanations that young people find for this phenomenon are analyzed, taking into account gender, age group, level of schooling, region, and suicide ideation. 822 adolescents have participated in this project, ages ranging from 15 to 23 years old, enrolled in the 10th, 11th, and 12th grades, belonging to Évora, Guimarães, Lisboa and Santarém public schools. The results suggest that we aren’t facing a hegemonic representation of suicide explanations. Such representation varies according to age, gender and level of schooling, as well as according to the region where these young people study, and also to the occurrence or lack of occurrence of suicide ideas. Taking into account the need for an adequate response to such diversity, these results take on particular relevance when preventing strategies are being planned.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/1267
ISSN: 0870-8231
Aparece nas colecções:PSOC - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AP 18 (2) 139-155.pdf57,9 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.