Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/1203
Título: Tradeoffs and conflict in decision making: Development and applications of the double-mediation model
Autor: Rosa, Inês Ferreira de Oliveira Valente
Orientador: Scholten, Marc
Palavras-chave: Conflito
Trocas
Modelo de dupla mediação
Escolha arriscada
Conflict
Tradeoffs
Double-mediation model
Risky choice
Data de Defesa: 2011
Editora: ISPA - Instituto Universitário
Resumo: O conflito surge quando trocas entre objectivos incompatíveis têm de ser realizadas. Abordamos a questão de como a quantidade de conflito está relacionado com o tamanho dessas trocas. O modelo de dupla-mediação (Scholten & Sherman, 2006), um modelo de geração de conflito na formação de preferências, postula que a relação entre tamanho de troca e conflito é mediada por duas fontes de conflito em direcções opostas: O conflito originado pela preocupação com o sacrifício que decorre de escolhermos uma opção em detrimento de outra, que aumenta com o tamanho de troca, e o conflito originado pela preocupação com a argumentação que pode ser construída a favor de uma opção, que diminui com o tamanho de troca. O modelo também prevê como a relação entre tamanho de troca e conflito é afectada por terceiras variáveis do contexto de escolha. Embora Scholten e Sherman (2006) tivessem aplicado o modelo de dupla-mediação ao conflito na escolha sem risco, muitas das escolhas que fazemos pertencem ao domínio do risco (i.e., envolvem consequências incertas). A escolha arriscada tem sido intensamente estudada; porém, a maioria da investigação foca as escolhas que as pessoas fazem e não o conflito que sentem ao fazerem essas escolhas. Assim, o objectivo principal desta dissertação é estender a aplicação do modelo de dupla-mediação ao domínio da escolha arriscada. De modo a validar as assumpções fundamentais do modelo de dupla-mediação centramo-nos no conflito originado por decisões entre jogos, que implicam trocas elementares entre probabilidade e consequência monetária. Em cinco experimentos, estudamos os efeitos de variáveis situacionais e individuais no conflito decisional. As variáveis situacionais são o sinal das consequências (i.e., se as decisões envolvem ganhos ou perdas), o método de elicitação de preferências (i.e., se a tarefa consiste em escolher ou rejeitar uma opção), e o peso diferencial dos atributos (i.e., se o peso dos atributos é igual ou diferencial). No que respeita a esta última variável, manipulamos o peso dos atributos (aumentando a amplitude das diferenças monetárias entre os jogos e diminuindo a amplitude das diferenças de probabilidade entre os jogos) em cada condição de sinal das consequências. A variável individual é o estilo de pensamento do decisor (i.e., se o decisor tende a processar a informação de um modo mais racional ou experiencial). Como previsto, os resultados demonstram que estes factores contextuais afectam diferenciadamente o conflito originado pela preocupação com o sacrifício e o conflito originado pela preocupação com a argumentação, e consequentemente, a relação entre tamanho de troca e conflito. Validamos assim a aplicação do modelo de dupla-mediação à escolha arriscada e demonstramos que o modelo captura um processo de geração de conflito que é comum ao domínio de escolha com e sem risco. Discutimos as contribuições desta investigação para uma compreensão mais abrangente do conflito decisional e do processo de tomada de decisão. ---------- ABSTRACT ---------- Conflict arises when tradeoffs must be made between incompatible goals and we address the question of how the amount of conflict is related to the size of these tradeoffs. The double-mediation model (Scholten & Sherman, 2006), a model of conflict generation in preference formation, posits that the relation between tradeoff size and conflict is mediated by two conflict sources in opposite directions: The conflict from concern about the sacrifice that is to be incurred in choosing one option instead of the other, which increases with tradeoff size, and the conflict from concern about the argumentation that can be made in favor of an option, which decreases with tradeoff size. The model also predicts how the relation between tradeoff size and conflict is affected by third variables in the choice context. While Scholten and Sherman (2006) applied the double-mediation model to conflict in riskless choice, many choices we make are in the risky domain (i.e., they involve uncertain outcomes). Risky choice has been extensively investigated; nevertheless, most analyses focus on the choices that people make, not on the conflict they experience in making those choices. Therefore, the main aim of this dissertation is to extend the application of the double-mediation model to the risky choice domain. To validate the substantive claims of the double-mediation model we focus on the conflict aroused by decisions between gambles implying elementary tradeoffs between probability and monetary outcome. In five experiments, we address the effects of situational and individual variables on decisional conflict. The situational variables are outcome sign (i.e., whether decisions involve gains or losses), preference elicitation method (i.e., whether the task is to choose or to reject an option), and differential attribute weight (i.e., whether the attributes are of equal or differential weight). In what concerns the latter variable, we manipulate the attribute weight (by increasing the outcome differences between the gambles and by decreasing the probability differences between the gambles) in each outcome sign condition. The individual variable is the decision maker‟s thinking style (i.e., whether decision makers tend to process information in a more rational or experiential way). As predicted, the results demonstrate that these contextual factors differentially affect the conflict from concern about sacrifice and the conflict from concern about argumentation, and consequently, the relation between tradeoff size and conflict. We thus validate the application of the double mediation model to risky choice and show that the model captures a process of conflict generation that is common to the domain of risky and riskless choice. We discuss the contributions of this research for a more complete understanding of decisional conflict and of the decision making process.
Descrição: Tese de Doutoramento em Psicologia Área de Especialidade Psicologia Cognitiva
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/1203
Aparece nas colecções:PCOG - Tese de doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TES ROSA1.pdf1,98 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.