Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/120
Título: Kirk Schneider in psychopathology
Autor: Martins, Bernadett de Freitas Ferreira
Palavras-chave: Livre
Limitada
Retrair
Expandir
Polarizado
Data: 2007
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Citação: Análise Psicológica, 25(4), 653-660.
Resumo: Kirk Schneider acentua que a psicologia precisa de uma fundamentação diferente dos pontos de vista tradicionais. Fala-nos de uma perspectiva integrada com fundamentos existenciais, que privilegia métodos qualitativos de investigação, em vez de métodos quantitativos. A experiência humana é vista como artística, criativa, expressiva (“livre”), enquanto que, simultaneamente, pode ser constrangida (“limitada”) pelo ambiente e por factores sociais. Como indivíduos, se nos confrontarmos e nos adaptarmos, somos enriquecidos e reanimados. Se escolhermos ignorar a situação, ficamos “polarizados” e daí disfuncionais (psicopatologia). Kirk Schneider caracteriza clinicamente a dialéctica da liberdade limitada, a capacidade do indivíduo para “constringir” (recuar), “expandir” (libertar) e “centrar-se” em si próprio.
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/120
ISSN: 0870-8231
Aparece nas colecções:PCLI - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AP 25(4) 653-660.pdf150,05 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.