Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/1183
Título: Análise do fenómeno de base segura em contexto familiar: As relações criança/mãe e criança/pai
Autor: Monteiro, Lígia Maria Santos
Veríssimo, Manuela
Vaughn, Brian E.
Santos, António José
Fernandes, Marília
Palavras-chave: Fenómeno de base segura
Figuras parentais
Semelhanças vs. diferenças nas relações
Secure base phenomenon
Parental figures
Similarities vs. difference
Data: 2008
Editora: Associação Portuguesa de Psicologia
Citação: Psicologia, 22(1), 105-125
Resumo: O estudo analisa, no contexto da teoria de Bowlby e Ainsworth, o modo como a criança utiliza as figuras parentais como base segura, explorando a especificidade da organização destes comportamentos nas duas relações. Analisa, ainda, a existência de semelhanças ou diferenças nas classificações da criança em relação à mãe e ao pai. Os participantes são 56 díades mãe/criança e pai/criança, tendo as crianças idades compreendidas entre os 29 e os 38 meses. Observadores independentes realizaram visitas domiciliárias com a criança/mãe e com a criança/pai, utilizando o AQS (Waters, 1995). Não foram encontradas diferenças significativas entre os valores de segurança para a mãe e para o pai. Com base nas escalas do AQS, obtiveram- se diferenças significativas na Proximidade e no Contacto Físico. Assim, a criança utiliza ambos os pais como base segura, embora os estilos de interacção possam apresentar características específicas. Verificou-se, ainda, a existência de uma correlação significativa entre os valores de segurança da criança em relação à mãe e ao pai, o que vai ao encontro dos resultados obtidos por Veríssimo et al. (2006). Esta correlação poderá ser explicada pela semelhança nos cuidados parentais. ------ ABSTRACT ------- This paper high lights the importance of a family system approach to the study of attachment, in a naturalistic environment, by analysing the way the child uses both mother and father as a secure base, as well as, the concurrence or independence of this attachment relationships. 56 mother/child and father/child díades participated in the study. Children’s ages range between 29 and 38 months. Independent observers, made home observations of the child with the mother and the child with the father, using the AQS (Waters, 1995). No differences were found between mean averages for security scores for mothers and fathers, showing that the child is able to use both parents as secure-bases. Significant differences were found in the Proximity and Physical Contact scales between both parents, suggesting that mothers and fathers probably have different communicative styles. A significant correlation was found between security scores for mother and father, a result comparable to the one obtained by Veríssimo et al. (2006). This could be explained by the similarity on parental caregiving behaviour.
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/1183
ISSN: 0874-2049
Aparece nas colecções:UIPCDE - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Psicologia 22(1) 105.pdf101 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.