Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/1126
Título: Consumo de álcool, tabaco e droga em adolescentes: Experiências e julgamentos de risco
Autor: Vinagre, Maria da Graça
Lima, Maria Luísa
Palavras-chave: Adolescentes
Consumo de substâncias
Experiência
Julgamento de risco
Adolescents
Experiences
Risk judgment
Substance use
Data: 2006
Editora: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde
Citação: Psicologia, Saúde & Doenças, 7 (1), 73-81
Resumo: A elevada prevalência de consumo de substâncias psicoactivas nos adolescentes e a alteração nos padrões de consumo constituem uma ameaça à sua saúde, bem-estar e qualidade de vida. Pretende-se assim contribuir para a compreensão do problema, através do estudo de algumas variáveis implicadas neste processo. Este estudo, inserido numa investigação mais vasta sobre o tema, tem como objectivos analisar o papel da experiência de consumo dos adolescentes nos julgamentos de risco, e verificar a influência do sexo e idade conjuntamente com as práticas de consumo nos julgamentos de risco. Participaram 585 estudantes dos 10º, 11º e 12º anos de escolas secundárias públicas de Lisboa, através do preenchimento de um questionário que permite caracterizar a sua experiência de consumo assim como a estimativa de risco face a situações/ /cenários construídos para o efeito. Os resultados revelaram que os adolescentes que não consomem percepcionam-se como mais susceptíveis às consequências negativas destes consumos quando comparados com os que têm essa experiência; e quanto maior o seu envolvimento nos consumos menor a estimativa de risco, à excepção do tabaco que parece ser, para a maioria, a substância mais ameaçadora, apesar de muitos continuarem a fumar. Na generalidade, são as raparigas, os adolescentes mais novos e os que possuem menos experiência que apresentam maior percepção de risco. Estes resultados apontam para alguns aspectos relevantes, a equacionar no planeamento e implementação de estratégias de prevenção e educação para o risco, no âmbito dos comportamentos de consumo nos jovens. ------ ABSTRACT ------ The elevated prevalence of substance use in adolescents associated to the change of consumer patterns are an important threat for their health, well-being and quality of life. This study attempts to contribute to a better understanding of this problem, studying some of the variables involved in this process. The current work, developed in the context of a larger study, was aimed to analyse the role of adolescents’ consumption experiences in risk judgments, and examine the influence of gender and age jointly with their practices of substance use in risk judgments. Five hundred and eighty-five students (10th to 12th grades) of high schools in Lisbon completed a questionnaire that made it possible to characterize their experiences of consumption, as well as the risk estimate faced in some constructed situations. The results showed that adolescents without experience of consumption estimated their chance of experiencing a negative outcome resulting from that behaviour as more likely than adolescents with such experience. Moreover, the higher the level of their involvement in substance use the perception of risk was actually lower. Smoking was the exception and that seemed to be, for the majority, the most health threatening substance. In spite of this, many of them will continue or would smoke. Generally, there are the girls, the younger adolescents and those that have less experience that showed a higher perception of risk. These results have emphasized some implications in developing prevention programmes and risk education linked to adolescents’ substance use.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/1126
ISSN: 1645-0086
Aparece nas colecções:PSAU - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PSD 2006 7(1) 73-81.pdf75,33 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.