Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/1056
Título: Os profissionais de saúde e o aleitamento materno: Um estudo exploratório sobre as atitudes de médicos e enfermeiros
Autor: Marinho, Carla Sofia Sousa Martins
Leal, Isabel Pereira
Palavras-chave: Aleitamento materno
Atitudes
Profissionais de saúde
Attitudes
Breast-feeding
Health professionals
Data: 2004
Editora: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde
Citação: Psicologia, Saúde & Doenças, 5 (1), 93-105
Resumo: O início e manutenção do aleitamento materno encontram-se relacionados com factores de ordem física, psicológica e social, sendo reconhecida a influência dos profissionais de saúde envolvidos neste processo. Este estudo, de carácter exploratório, transversal e descritivo tem como objectivo investigar as atitudes de técnicos de saúde em relação ao aleitamento materno. A amostra é constituída por 64 enfermeiros e 43 médicos que desenvolvem actividades relacionadas com o aleitamento materno em contexto hospitalar, nos cuidados de saúde primários e na área da formação de Enfermagem (docentes), na região de Lisboa. Foi construído um questionário de autopreenchimento, anónimo e confidencial com base na perspectiva de Ajzen (1988), composto por 43 itens perante os quais o sujeito se posiciona face ao seu grau de concordância, numa escala de tipo Likert com 5 pontos. Os resultados obtidos revelam a existência de atitudes muito positivas face ao aleitamento materno entre os profissionais de saúde inquiridos. Verificaram-se diferenças estatisticamente significativas (p<0,05) nas atitudes em função da profissão, do local de trabalho e da especialidade de enfermagem. Os enfermeiros demonstraram atitudes mais positivas do que os médicos e os técnicos que são docentes apresentaram atitudes mais positivas do que os que trabalham em centros de saúde. Entre enfermeiros especialistas e enfermeiros generalistas verificaram-se diferenças significativas nas atitudes em relação à aceitação da decisão da mulher face à amamentação, com os especialistas a terem atitudes mais positivas. ------ ABSTRACT ------ This study examined the attitudes towards breastfeeding of Portuguese health professionals working with pregnant or new mothers. An opportunistic sample of 64 nurses and 34 doctors answered an attitude questionnaire developed for this study. This questionnaire contained 43 items about breastfeeding and utilizes a fivepoint scale with levels of agreement between totally agree end totally disagree. Participants were selected from two maternities, three health centres and a nursing school in Lisbon. The analysis of results showed that attitudes towards breastfeeding were very positive. Nurses were likely to have more positive attitudes than doctors and subjects working in school also had more positive attitudes than those who work at the health centres (p<0.05).
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/1056
ISSN: 1645-0086
Aparece nas colecções:PSAU - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PSD 2004 5(1) 93-105.pdf41,66 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.