Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/1023
Título: Um olhar sobre a gravidez e maternidade adolescente: Estudo comparativo
Autor: Xarepe, Maria de Fátima
Orientador: Leal, Isabel Pereira
Palavras-chave: Psicologia da saúde
Adolescência
Gravidez
Instrumentos
Riscos sexuais
Adopção
Aborto
Suporte social
Health psychology
Adolescence
Pregnancy
Instruments
Sexual risk
Adoption
Abortion
Sexual support
Data de Defesa: 2002
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: A presente investigação pretende, através de um estudo comparativo, entre: 125 grávidas e 125 mães adolescentes saber se o desejo de um filho varia e como em função do suporte social percepcionado. Foram utilizados três instrumentos: Questionário de Caracterização Social; do Serviço Social da Maternidade Alfredo da Costa; Questionário do Desejo de Maternidade de Leal (1990); Escala de Satisfação Social de Ribeiro (1999). Verificou-se que o desejo de maternidade não tem diferenças significativas em função do suporte social percepcionado. Em ambos os grupos verificou-se que tanto as grávidas como as mães adolescentes, possuem um desejo grande em "receber algo que lhes satisfaça o seu ego" (necessidades egóicas), assumindo o segundo lugar a parentalidade (necessidade de cuidar da criança ... constituir família). Igualmente na escala de satisfação social a população estudada não apresenta diferenças significativas. Ambos os grupos valorizam em primeiro lugar a satisfação com os amigos; seguindo-se a necessidade de ter alguém com que possam "desabafar" sobre a sua intimidade. Ao analisarmos e compararmos o estado civil de cada um dos grupos com o desejo de maternidade constata-se que são as casadas e as que vivem em união de facto, quer grávidas quer mães onde se verificam valores mais elevados. Face às necessidades egóicas é no grupo das mães que se verificam os valores mais significativos; bem como na dimensão o desejo de maternidade relacionado com o tipo de família de origem, que se observa também uma diferença muito significativa. As mães que têm origem em famílias monoparentais têm um maior desejo de maternidade/paternidade.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/1023
Aparece nas colecções:PSAU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM XARE1.pdf6,38 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.